Publicidade



Mais de 16% das vítimas fatais no trânsito paulista são idosos

Publicado por Redação em . Na categoria Nacional

rwet5

O Dia Internacional do Idoso pode ser um marco para reforçar a atenção na prevenção de acidentes no trânsito. Pessoas com idade acima dos 60 anos representam 13,2% da população paulista. No que diz respeito ao tráfego, os idosos somam 16,4% das 7.303 vítimas fatais e ainda 7,4% (2.655) dos internados após um acidente no trânsito. A análise é do Observatório Paulista de Trânsito (OPT), do Departamento Estadual de Trânsito de São Paulo (Detran.SP), com base nos dados mais recentes disponibilizados pelo DataSUS (2014 para óbitos; 2015 para internações).
Idosos representam uma taxa de 21,8 óbitos em acidentes de trânsito a cada 100 mil habitantes no Estado de São Paulo — índice acima da média no Estado (17,1). Já a taxa de internações é de 48,4 em um mesmo cenário.
Num recorte por tipo de vítimas, os atropelamentos são metade das ocorrências dos óbitos de idosos no trânsito paulista (49,2%). Em seguida, aparecem os acidentes como ocupante de veículo (19,9%). Dos internados por acidentes de trânsito, 43,2% também são pedestres vítimas de atropelamentos, seguidos por motociclistas, 19,2% (tabelas com todas as estatísticas abaixo).
“Para mudar esta realidade, é necessário enfatizar ainda mais a consciência no trânsito. Por isso, é importante haver políticas públicas voltadas para a melhoria da infraestrutura urbana e da sinalização. Os pedestres, por sua vez, devem fazer a travessia na faixa de segurança. Além disso, não custa lembrar que todos os ocupantes do veículo devem utilizar o cinto de segurança, inclusive no banco de trás”, adverte Antonio Oka, gerente do Observatório Paulista de Trânsito.

 

Dicas para trafegar com segurança
O Observatório Paulista de Trânsito — que reúne, processa, analisa e dissemina informações sobre acidentes de trânsito no Estado de São Paulo — tem dicas para o condutor com mais de 60 anos trafegar com segurança, como evitar dirigir à noite e ao amanhecer; ter cuidado ao realizar ultrapassagens; sempre que possível dirigir por trajetos de curta duração; evitar dirigir em trajetos complicados ou em condições meteorológicas adversas.
Atualmente, há 1.386.332 pessoas com mais de 65 anos estão habilitadas no Estado de São Paulo (de um total de 22.792.213 condutores). A legislação federal prevê que a renovação da Carteira Nacional de Habilitação deve ser feita a cada três anos ou em período menor, de acordo com a avaliação médica.
“Para este grupo é necessário respeitar as indicações do médico perito examinador em caso de restrição ao dirigir além de observar os cuidados com os efeitos colaterais de possíveis medicamentos em uso”, reforça Neiva Aparecida Doretto, diretora-vice-presidente do Detran.

Sem previsão de acordo, greve dos bancários completa 25 dias

Publicado por Redação em . Na categoria Nacional

vdfgf

São Paulo - Bancários decretam greve e movimentações bancárias só poderão ser feitas pela internet ou caixas eletrônicos.(Rovena Rosa/Agência Brasil)

A greve nacional dos bancários completa nesta sexta-feira (30) 25 dias, sem previsão de nova reunião de negociação com os representantes dos bancos. Em todo o país, 13.358 agências tiveram suas atividades paralisadas, o que corresponde 57% do total, além de 34 centros administrativos. A paralisação deste ano já é considerada uma das greves mais longas da história da categoria.
Na última quarta-feira (27), os bancários recusaram proposta feita pela Federação Nacional dos Bancos (Fenaban).
Em nota, a entidade patronal disse que ofereceu reajuste de 7% nos salários e benefícios, abono de R$ 3,5 mil e propôs que a negociação de 2016 tenha duração de dois anos, com garantia de reajuste da inflação e ganho real de 0,5% em 2017.
O presidente da Confederação Nacional dos Trabalhadores do Ramo Financeiro da CUT (Contraf), Roberto von der Osten, a greve seguirá forte. “Estamos lutando por dignidade e respeito”, disse o sindicalista.

Osasco, uma cidade eficiente, segundo a Folha de S. Paulo

Publicado por Redação em . Na categoria Nacional, Osasco

fesdgre

5.1_

Osasco é avaliado como o município mais eficiente da região Oeste metropolitana de São Paulo. Coloca-se à frente da capital paulista, São Bernardo do Campo, Santo André e Guarulhos, dentre outras cidades, segundo avaliação do jornal Folha de S. Paulo em conjunto com o Datafolha. O ranking colocou Osasco em 1.196º lugar. Entre os componentes avaliados estão Saúde, Educação, Receita e Saneamento.
Em uma escala de 0 a 1, só 24% das cidades brasileiras conseguiram atingir 0,50, índice considerado pelos avaliadores como eficiente. Osasco encontra-se nesta lista com 0,504 REM-F. No topo do ranking está Cachoeira da Prata, município mineiro com 3.727 habitantes.
Em relação à cidade de Osasco, é possível destacar alguns números. Na área de Educação, por exemplo, o município atinge 0,627, sendo que 87% das crianças entre 4 e 5 anos encontram-se na escola. O índice é maior do que Santos. Osasco também é contemplada em 99% com saneamento básico e 99% de sua população recebe atendimento de água. Na Saúde, são 3 médicos por 1.000 habitantes, índice superior a Guarulhos (0,9), Jundiaí (0,9) e Campinas (1,1). Outra questão relevante para a qualidade da vida dos cidadãos é a coleta de lixo domiciliar que chega a 99% em Osasco.

Licenciamento de veículos com placa final 4 entra na reta final

Publicado por Redação em . Na categoria Nacional

rfwesgerth

Proprietários de veículos com placas de final 4 devem fazer o licenciamento obrigatório do exercício 2016 durante o mês de julho. Isso significa que no dia 1º de agosto esses veículos estarão em situação irregular caso circulem sem o licenciamento do ano.
O serviço pode ser feito de forma eletrônica via sistema bancário, com entrega do Certificado de Registro e Licenciamento de Veículo (CRLV) pelos Correios, ou presencialmente nos postos do Detran.SP e do Poupatempo.
Em 2016, o valor do licenciamento é de R$ 80,07 para todos os veículos. Além de pagar a taxa, o proprietário deve portar o CRLV atualizado para o veículo circular, conforme estabelece o Código de Trânsito Brasileiro (CTB), válido em todo o país.
Postagem
Quem optar pela entrega via postagem, com custo adicional de R$ 11, precisa fazer o licenciamento com antecedência para receber o documento até o final do mês. Após a emissão do CRLV, o prazo de entrega dos Correios é de até sete dias úteis. O calendário de licenciamento vai até dezembro.